Cachorro é adotado como o mais novo Frei de um mosteiro.

Na tradição católica, São Francisco de Assis é o patrono e protetor dos animais. Então, nada mais natural do que o mais novo Frei a se juntar um mosteiro tenha sido um cachorro.

O Mosteiro Franciscano de Cochabamba (Bolívia) anunciou recentemente que um cachorrinho chamado Carmelo havia se juntado aos monges de lá, se tornando assim o membro mais fofo de todo o mosteiro.

Em homenagem à sua nova posição, o cachorro ganhou um nome formal, Frei Bigotón (bigode em espanhol).

Ele também ganhou um mini hábito Franciscano para usar na sua nova casa.

Antes de ser adotado, Frei Bigotón viva na rua. Mas agora, como morador pet do mosteiro, as coisas não podiam estar melhores.

“A vida dele é brincar e correr. Aqui ele é muito amado por todos os irmãos. Ele é uma criatura de Deus”, disse Frei Jorge Fernandez.

Mas, aparentemente, correr e brincar não são as únicas obrigações dele.

“Irmão Carmelo rezando pelos peixes”, escreveu o Monge Franciscano Kasper Mariusz Kapron, na primeira foto dele que foi postada online.

Mas, o mais importante de tudo, é que Frei Bigotón está ajudando outros bichinhos na mesma situação que ele estava.

A adoção de Carmelo foi possível graças a um grupo de resgate local, o Proyecto Narices Frías (Projeto Nariz Gelado), que espera que a história dele sirva de inspiração para que mais mosteiros abram as portas para animais necessitados.

“Se todas as igrejas da nossa cidade adotassem um cachorro e cuidassem dele como Frei Bigotón, nós temos certeza que os paroquianos seguiriam o mesmo exemplo”, o grupo escreveu em um post na sua rede social.

Nós adoramos a ideia! ♥

Comente

Comente

Your email address will not be published.

Siga nosso Instagram



A Enciclopédia Animal!