Coisas que você nunca deve fazer com o seu gato!

gato_1

Muitos donos se preocupam com ração de boa qualidade, areia boa, etc mas acabam deixando passar itens importantes para a saúde e bem estar dos felinos.

Muitas vezes, por acreditarem que o gato morar dentro de casa ou não ter contato com outros gatos, dispensa coisas que donos de cães normalmente se preocupam. Ou acabam esquecendo de itens importantes quando se tem um gato.

Infelizmente, é nessas horas que acontecem os inconvenientes com os bichinhos e muitos donos acabam ficando assustados, sem entender muitas vezes como aquilo ocorreu.

Veja abaixo 9 coisas que você nunca deveria fazer com o seu gato:

1- Deixar sem Tratamento de Pulgas:

Não é porque seu gato mora dentro de um apartamento, sem contato com nenhum outro animal, que ele não pegará pulgas. As pulgas são insetos que podem ficar presos na suas roupas, por exemplo, ao ir na casa de um amigo que possui um cão com pulgas e, com isso, sem você saber, está levando pulgas para dentro da sua casa. O tratamento de pulgas deve ser feito, mesmo que de tempo em tempo, para assim evitar uma futura infestação.

2- Deixar sem Vermifugação:

Assim como as pulgas, os vermes também podem entrar na sua casa junto com você, através dos sapatos, por exemplo. Mesmo que seu gato não sai de casa, ele pode adquirir vermes. É claro, que mais raramente, porém ainda assim pode ocorrer. Por isso, vermifugar seu gato 1x por ano, será uma boa forma de prevenção.

PS: Já a vacinação, há veterinários que dizem que, se seu gato teve as primeiras doses quando filhote e não tem contato com a rua ou outros gatos, que ele não precisa fazer o reforço anual. Por isso sempre se certifique com o seu veterinário.

3- Dar Voltinhas na rua:

É muito lindo ver os felinos livres, pois eles são animais que amam essa vida livre porém, infelizmente, os riscos dessas voltinhas são maiores do que o prazer em vê-los soltos. Um gato solto pela vizinhança pode ser envenenado, atropelado, cair de algum lugar, ser machucado por outro animal ou mesmo roubado. Infelizmente, a maioria dos gatos que tem vida livre, sofrem de algum incidente como esses e o ideal é que, para segurança dele, ele fique dentro de casa.

gato_2

4- Manter janelas abertas sem proteção:

Quem pretende ser dono de gatos terá que, antes de ter o gato, ter telas em casa. Os felinos são muito curiosos e amam uma janela. Logo, essa é uma soma perigosa! Infelizmente, acidentes com gatos em janelas é ainda extremamente comum.

5- Não levar seu gato ao veterinário periodicamente:

Os gatos são muito bons em esconder ou mascarar doenças. Parece que está tudo bem e, quando você vê, ele já está muito ruim de saúde. Levá-lo pelo menos uma vez por ano ao veterinário é muito importante para acompanhá-lo e ter certeza que o gato está bem de saúde.

6- Leva-lo solto no carro:

É extremamente perigoso manter seu gato solto no carro. Ele pode se assustar com algum barulho e simplesmente pular em cima de você; ou mesmo ver a oportunidade de uma janela aberta ou porta aberta, escapar e você não conseguir pega-lo. Para a segurança dele, e sua, os gatos devem ser sempre levados dentro da caixa de transporte, por mais mansos e acostumados que estejam com o carro.

7- Não escovar seu gato:

Os gatos tendem a ser muito peludos e terem muita queda de pelos. Mesmo sabendo que seu gato se lambe e se limpa, as escovações devem ser frequentes. Isso porque, dessa forma, você evita a formação de bolas de pelos e os problemas que elas podem causar ao seu gato. Caso seu felino esteja vomitando bolas de pelos com muita frequência, procure um veterinário.

8- Assustar ou brincar brutalmente com seu gato:

Os felinos são animais delicados e sensíveis ao toque. Eles não gostam de puxões, empurrões ou qualquer brincadeira mais bruta. Isso estressa realmente um gato. Colocar pepinos (conforme vídeos na internet) para assustar os gatos ou fazer qualquer brincadeira que o estresse pode parecer algo normal mas, ao longo do tempo, seu gato poderá desenvolver outros problemas de saúde ligados ao estresse. Por isso, se você quer ter um gato, trate-o bem, com carinho e afagos!  =^^=

gato_3

9- Alimentá-lo à vontade:

Assim como os cães, os gatos também devem ter restrição na alimentação e não deve-se alimentar os gatos à vontade.

Isso porque, mesmo comendo pequenas porções ao longo do dia, inevitavelmente, ele irá ingerir mais do que deve. Esse controle deve ser feito por você e as frações devem ser feitas corretamente. Se houver dúvida, busque ajuda do seu médico veterinário.

Andressa Gontijo – Médica Veterinária e fundadora da empresa de Pet Sitter My Pet’s Nanny

Comente

Comente

Your email address will not be published.

Siga nosso Instagram



A Enciclopédia Animal!