Nem todos os produtos para animais são bons para eles!

produtos_proibidos_1

Quando temos crianças em casa seguimos à risca tudo que é indicado para elas; brinquedos que não podem para menores de 3 anos, chupeta para recém-nascido, hora certa para introduzir os alimentos, etc.

Quando temos um cão ou gato costumamos ir até o pet shop e comprar algo simplesmente porque aquele item foi feito para pets, certo?

Porém, precisamos alertar que nem tudo que é feito para cães e gatos é seguros e que, sim, existem especificações feitas pelos fabricantes de produtos pet que precisam ser seguidas.

Vejam aqui uma lista de cuidados que você, dono de animais, precisa tomar:

1- Ossinhos: sim, eles mesmo! Ossinhos para cachorros, incrível não é? Mas esses ossinhos podem ser perigosos para seu cão, especialmente os ossinhos brancos que tem os nós nas pontas. Isso porque os cães costumam roer o osso até que sobre somente o nó; quando chega nesse momento o cão passa a mastigar o osso nó inteiro e, inevitavelmente, o engole. Se esse nó parar no esôfago é menos pior; agora, se parar na traqueia, seu cão não vai conseguir respirar e isso será realmente perigoso.

2- Bolinhas: as bolinhas precisam ser escolhidas de acordo com a raça e tamanho do seu animal. A maioria das pessoas não se preocupa com isso e escolhem a mais bonitinha ou barulhenta, porém as bolinhas podem não ser interessantes para seu pet. Alguns cachorros ficam realmente irritados com o barulho das bolas com apito e isso os deixa completamente destruidores de tudo que faz esse barulho. Outras bolinhas são lisas e pequenas; já ocorreram diversos casos do dono jogar a bola o cão pegar e, quando o dono se dá conta, a bola passou direto da boca para o estômago. Por isso escolham adequadamente.

3- Brinquedos de linhas e cordas: esses brinquedos, normalmente, são feitos para o cão puxar; ele puxa de um lado e você ou outro cão do outro, fazendo um verdadeiro cabo de guerra. É muito divertido, porém não são brinquedos que devem ficar o tempo todo com o seu cachorro. Isso porque, se ele está sem nada para fazer, ele vai roê-lo e, inevitavelmente, esses pedaços de linhas irão para seu estômago e intestino, podendo causar grandes problemas, inclusive cirurgias.

4- Caminhas de plástico como caixas: recentemente houve um caso de um cão que morreu sufocado por ter ficado preso dentro de uma caminha de plástico. Elas são muito bonitinhas mas, se seu gato ou cachorro, sem querer, virar uma dessas com a saída para o chão, eles ficarão completamente fechados, sem ar. E o pior é que o pet não consegue desvirá-la.

5- Bichinhos de pelúcia ou itens com enchimento: animais muito destruidores adoram abrir os brinquedos, caminhas e afins e retirar tudo de lá de dentro, certo? Porém, muitos deles ingerem esse material e, se ingerido em grande quantidade, pode causar alguma obstrução e problemas.

6- Coleiras de gato: as coleiras para felinos devem ter uma certa elasticidade. Isso porque os gatos conseguem ficar presos na sua própria coleira; conseguem passar a pata, a boca, às vezes ficam presos em portões e outros locais e, se a coleira é de náilon ou outro tecido sem maleabilidade alguma, eles poderão se machucar. O ideal é que seu gato consiga, se for necessário, se livrar da coleira. Por isso busquem coleiras elásticas ou com o botão “safe cat”, que abre em casos de pressão realizada na coleira.

7- Guizos: ainda falando de coleiras de gatos, embora saibamos que os guizos ajudam que você localize seu gato e ajuda para que aves também localize-o, podendo fugir a tempo, os tais guizos podem ser realmente ruins para os gatos. Já existem estudos mostrando que muitos gatos relutam em ficar com os guizos, isso porque o barulho constante os perturba, já que os felinos ouvem muitos mais que nós. Além disso, alguns estudos mostraram depressão, falta de apetite e irritação em felinos causados pelo barulho constante dos guizos. Caso você queira deixá-lo de guizo o ideal é que ele seja colocado no gato desde filhote, para que assim ele se acostume com o barulho.

Importante: Não estamos falando que você não deva comprar esses itens acima, apenas alertamos para que sempre fiquem de olho e que escolha os objetos que são mais adequados para o seu tipo de animal!

Andressa Gontijo – Médica Veterinária e fundadora da empresa de Pet Sitter My Pet’s Nanny

Comente

Comente

Your email address will not be published.

Siga nosso Instagram



A Enciclopédia Animal!