Problemas que seu cachorro pode ter durante o verão!

verao_1

Seu cachorro precisa de cuidados e atenção durante todo o ano e, ao menor sinal de qualquer mudança, você deve levá-lo ao veterinário.

O verão e os dias quentes no Brasil podem causar alguns malefícios para seu cão; além do aumento do cansaço e diminuição do apetite, outros problemas podem aparecer nessa época.

Fique de olho no que poderá surgir no calor:

1- Aumento da incidência de problemas de ouvido:

Com o calor os cães, principalmente os de orelha caída, tendem a ficar com a região mais abafada e úmida e, consequentemente, as otites podem surgir. Fique de se perceber seu cachorro coçando mais a região, balançando demais a cabeça ou com o ouvido vermelho e com mau cheiro.

2- Aumento de problemas de pele:

Assim como ocorre com o ouvido, alguns fungos se aproveitam da pele mais úmida nessa fase, principalmente porque é comum os cães aproveitarem banhos de piscina, mangueira ou mesmo frequentarem o banho e tosa mais vezes nessa época. Além de tirar a proteção natural da pele, isso pode deixá-la mais úmida, causando dermatites. Mantenha a pele e o pelo do seu animal bem secos depois de um banho de piscina, por exemplo.

3- Aumento das pulgas, carrapatos e verminoses:

Nessa época do ano é comum que aumente pulgas, carrapatos e outros parasitas. Por isso, muitos animais passam a ter mais chances de desenvolver alergias a picadas de pulgas ou, até mesmo, doenças ligadas ao carrapato. Proteja seu pet com antipulgas, principalmente nessa fase do ano, e também com vermífugos.

4- Queimaduras solares:

Embora muitas pessoas desconheçam, os animais sofrem com as altas temperaturas e com as queimaduras de sol. Áreas como focinho, base das orelhas, as orelhas e ao redor dos olhos são áreas mais suscetíveis à queimaduras solares. Já existem no mercado protetores solares indicados para animais.

5- Desidratação:

Deve-se ficar muito atento à hidratação dos animais quando estão em casa e durante os passeios. Nessa época do ano, aumenta consideravelmente a quantidade de animais que chegam nas clínicas veterinárias com quadros de desidratação severa. Não espere para hidratar seu pet só quando ele já estiver com muito calor, com a língua completamente de fora e jogado no chão; hidrate ele ao longo da caminhada e busque sempre locais mais arejados e horários mais frescos.

6- Leptospirose:

A relação da doença com a época do verão está ligada, principalmente, ao aumento das chuvas e possíveis enchentes. A doença é transmitida principalmente pela urina do rato que, em contato com a pele ou ingestão acidental de água contaminada, pode infectar a pessoa ou o animal. Mantenha seu pet com a vacinação sempre em dia.

Andressa Gontijo – Médica Veterinária e fundadora da empresa de Pet Sitter My Pet’s Nanny

Comente

Comente

Your email address will not be published.

Siga nosso Instagram



A Enciclopédia Animal!