Riscos em casos de mordidas de animais!

pasteurella_3

Quando falamos em mordidas de gato ou cachorro, o que mais nos preocupa é o estrago que elas podem fazer como pontos e cicatrizes. Outro medo que muitas pessoas tem é a transmissão de doenças como, por exemplo, a raiva.

Mas poucas pessoas sabem que as mordidas de animais podem infeccionar tanto que podem, inclusive, levar o indivíduo a óbito.

pasteurella_1

A boca dos animais tem diversas bactérias que podem entrar no tecido onde ocorreu a mordida e causar uma infecção. Existem bactérias mais resistentes a antibióticos e mais “poderosas”, como por exemplo a Pasteurella multocida, mais comum na boca dos felinos do que nos cães.

A Pasteurella pode causar uma infecção ainda maior, onde antibióticos orais comuns podem não surtir o efeito para a melhora do quadro. Além disso, ela pode atingir outros locais como tendões, articulações, osso e, até mesmo, cair na corrente sanguínea.

pasteurella_2

O caso acima ocorreu com uma conhecida da empresa, que foi mordida por um gato. Mesmo limpando e tomando antibióticos a lesão piorou, precisando ficar internada e passar por uma cirurgia para limpeza e reparo do tecido lesionado.

É comum uma mordida infeccionar?

A infecção é bastante comum, por isso não subestimem uma mordida de um animal. Seja ela em você, seja em outro animal, sempre busque um médico, diga que foi uma mordida de cão ou de gato e tome as medicações que forem prescritas.

Caso você não note melhora, vá novamente ao médico ou hospital. Muitas vezes há necessidade de internação para que seja feito o uso de antibióticos intravenosos.

O que devo fazer se eu for mordido?

A primeira coisa é a limpeza do local afetado. Não tenha dó de limpar! O local precisa ser bem lavado, com água corrente, sabão e, após isso, um bom antisséptico. Evite fechar a ferida; quanto mais ventilada melhor!

Observe se essa ferida está secando e cicatrizando ou se está formando pus e se o local está muito dolorido e quente. Caso note a piora, busque um médico ou um veterinário para seu pet.

É claro que, além de pensar na ferida em si, você deverá também saber do histórico desse animal, se ele tem todas as vacinas, principalmente a antirrábica, para que você se previna também de doenças.

Qualquer mordida pode infeccionar?

Sim, qualquer uma. Mas claro, se for uma mordida leve, de brincadeira, dificilmente você terá problemas. As mordidas mais problemáticas são as de defesa do animal, onde a intenção dele é se proteger; nesses casos elas costumam ser mais profundas e maiores.

O que pode ocorrer com uma pessoa mordida?

Além da infecção, pode haver perda da mobilidade do membro afetado, necrose do tecido, infecção nos ossos (osteomielite), infecção generalizada (septicemia) e óbito em casos mais graves.

Lambidas também são graves?

Não. Se o tecido lambido está sem lesões, raramente uma lambida trará algum problema à saúde de alguém. Agora você não deve deixar que o seu animal te lamba em um local onde o tecido está lesionado; assim como deve evitar lambidas em mucosas, nariz, boca e olhos.

Tem como evitar a Pasteurella na boca do meu animal?

Não, essa bactéria faz parte da flora dele, não causa dano algum para ele, então não há o que fazer para isso.

Andressa Gontijo – Médica Veterinária e fundadora da empresa de Pet Sitter My Pet’s Nanny

Comente

Comente

Your email address will not be published.

Siga nosso Instagram



A Enciclopédia Animal!