Você sabe o que seu cachorro está pensando? Veja as novas descobertas científicas!

pensamento_cachorro_1

As pessoas sempre quiseram entender o que se passa na cabeça de seus cães. Não seria fantástico se eles pudessem falar ou houvesse um aparelho tradutor canino?

Há alguns anos os cientistas estudam os mamíferos como um todo para entender o que eles pensam e sentem, mas pesquisas mais recentes revelaram algumas novidades sobre os cães.

Um estudo que ocorreu no Instituto Messerli, em Viena, mostrou que os cães podem identificar expressões faciais humanas, mesmo quando não conhecem a pessoa, ou mesmo vendo apenas parte do rosto.

Porém, infelizmente segundo o estudo, os cães pensam diferente do que nós acreditamos. Eles são capazes de sentir apenas metade das emoções que nós sentimos, porém podem senti-las mais intensamente.

As emoções podem ser divididas em dois tipos:

  • Emoções básicas (viscerais): aquelas que são mais instintivas como medo, ansiedade, afeição
  • Emoções reflexivas: aquelas que exigem a consciência como orgulho, culpa, tristeza

Segundo o estudo, que mapeou estruturas do cérebro dos cães através de ressonância magnética, eles são capazes de ter as emoções básicas porém não as emoções reflexivas.

pensamento_cachorro_2

Mas e meu cão, que quando faz algo de errado, eu vejo ele me olhar com culpa? Segundo o estudo, esse olhar de culpa está na capacidade de antecipar uma punição com base no seu entorno, na linguagem corporal do dono e nos hormônios exalados. Para comprovar esse estudo, Alexandra Horowitz, do Barnard College em Nova York, fez com que donos falassem e agissem com seus cães como se estes tivessem feito algo de errado, mesmo sem terem feito. Durante a atividade ela notou diversas vezes o mesmo “olhar de culpa” nas atividades onde não havia nada de errado sendo feito, simplesmente pela linguagem corporal dos seus donos.

Não é porque os cães não tem emoções reflexivas que eles não sentem amor por seus donos. O que o estudo mostra é que talvez coloquemos nossas formas reflexivas nos cães, acreditando que eles pensem como nós e há algo muito mais interessante nesse estudo, pois mostra que os cães, mesmo sem refletir, conseguem de forma maravilhosa se adequar a cada pessoa, para assim viverem ao nosso lado; entendendo nossa linguagem corporal melhor que nós e, com isso, conseguindo se tornar nossos melhores amigos, mesmo não tendo compreensão exata do que nós sentimos por eles.*

Com certeza eles são muito mais felizes assim, vocês não acham?

*Nota: Esse texto não é de origem da My Pet’s Nanny e sim uma tradução do artigo científico publicado pelo jornal “The Guardian”

Andressa Gontijo – Médica Veterinária e fundadora da empresa de Pet Sitter My Pet’s Nanny

Comente

Comente

Your email address will not be published.

Siga nosso Instagram



A Enciclopédia Animal!